Israelense que apoia boicote a Israel não receberá Prêmio Israel

Israelense que apoia boicote a Israel não receberá Prêmio Israel

A Suprema Corte decidiu hoje (quinta-feira) aceitou o pedido que o Procurador-Geral e o Ministro da Educação realizaram contra o professor pró-boicote de receber o Prêmio de Israel. A decisão dos dois deve ser submetida dentro de 30 dias.

O Prof. Oded Goldreich assinou uma petição apelando à União Europeia para encerrar a sua cooperação com instituições ou programas relacionados com a União Europeia com a Universidade Ariel. O Prof. Goldreich foi selecionado pelo Comitê do Prêmio por seu trabalho no campo da matemática e da pesquisa em ciência da computação, por seu trabalho em complexidade computacional.

O tribunal deu ao ministro Yoav Galant e ao procurador-geral Dr. Avichai Mandelblit tempo para examinar se a Lei para a Prevenção de Assédio no Estado de Israel de 2011 tem implicações para o nosso caso.

No início da decisão, os juízes escreveram: “Estamos quase na véspera do Dia da Independência e mais uma vez somos obrigados, como um ritual repetido, a nos engajar no Prêmio Israel. Na verdade, é de lamentar que tal prestigioso prêmio leve a “desacordo e divisão”. Tendo em vista o prazo, e com o consentimento dos réus do estado, a audiência perante nós foi conduzida como se uma ordem condicional tivesse sido emitida.”

Esta é uma petição única quando o próprio comitê de juízes fez uma petição ao tribunal depois que o Ministro da Educação até agora rejeitou a recomendação do comitê. “O corpus de sentenças acumuladas sobre o tema do Prêmio Israel está diante de nós: não há controvérsia sobre a independência do julgamento profissional dos membros do júri. Não há dúvidas quanto ao caráter puramente profissional do prêmio pelo seu prestígio e reputação. Declara-se na decisão que, em geral, para efeitos de atribuição do prémio, não há relevância para as declarações não profissionais “privadas” não profissionais do vencedor do prémio, Não há desacordo “, disse a decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *